Parto

Estudo mostra que estresse na infância pode estar relacionado ao parto prematuro

Problemas nos primeiros anos de vida podem impactar na vida da mulher a longo prazo, inclusive durante a gravidez Problemas nos primeiros anos de vida podem impactar na vida da mulher a longo prazo, inclusive durante a gravidez Xingamentos, irritabilidade, dificuldade para dormir, hiperatividade e ansiedade são sinais de estresse entre as crianças. Mesmo que se resolva esse problema na infância, o distúrbio pode voltar a se manifestar, e de uma forma um tanto quanto surpreendente. David Olson é um pesquisador canadense que, há anos, estuda os efeitos negativos do estresse crônico. Em seu novo levantamento, realizado juntamente com uma equipe da Universidade de Alberta, no Canadá, o professor de ginecologia e obstetrícia estudou como o problema — mesmo quando manifestado na infância — pode prejudicar a saúde das mulheres anos depois. Segundo Olson, o estresse pode estar relacionado até mesmo ao parto prematuro. Os resultados foram publicados na revista BMC Medicine. — O estresse, em geral, é um importante fator para o parto prematuro. Entretanto, mulheres expostas a duas ou mais experiências adversas durante a fase de crescimento podem apresentar ainda mais riscos de darem à luz um bebê prematuro — afirma o especialista. O estudo foi realizado com […]